Youth

BEM VINDO AO VALE DOS HOMOSSEXUAIS


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

*** RPG *****

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 15]

76 Re: *** RPG ***** em Qua Set 23, 2015 10:32 pm



Harry Atwood — 18 anos
— Isso, prove. Se não gostar, é só não continuar — Disse, tentando escolher algo para beber. Por fim, decidiu beber um whiskey.
Surpreendeu-se quando Robert pediu um conhaque, não que fosse uma bebida ruim, mas para quem nunca tomou nada alcoólico era um pouco forte. — Cuidado para não beber tão rápido e passar m... — E quando viu, o garoto já tinha terminado o copo e pedido outro. — Oh, ok — Deu um riso fraco, bebendo o que o garçom havia lhe entregado, mesmo que no fundo estivesse preocupado se Rob aguentaria tudo aquilo ou não.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

77 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 12:25 am



Joshua Gail Ignition – 19 anos

Riu fraco com a resposta do loiro. – Da próxima vez assistimos Barbie. – brincou, por algum motivo bagunçando o cabelo do pequeno. Tirou a mão da cabeça dele quando percebeu que estava sendo íntimo demais, então apenas sorriu para disfarçar.
– Ótimo, então vamos. – disse, animado. Josh, apesar de ser um cara energético, sempre gostou de passear pela praia durante a noite e sentir a harmonia, o vento.
Saiu com Chris da sala do cinema e foi para o carro, esperando-o entrar para então dar partida em direção à praia.



Robert Lawrence – 17 anos

Bebeu mais outro copo de conhaque, gostando da sensação que sentia ao beber. Como tem um estômago fraco, a bebida já começava a fazer efeito, juntando ao fato de ser a primeira vez que ele bebe algo com álcool. Seu rosto estava vermelho, não por vergonha.
– Hehe, tá tudo bem! – sorriu, fazendo um símbolo de paz e amor com as mãos. Pediu para o rapaz encher mais um copo, e o virou em poucos segundos. – Wooow! Por que eu nunca bebi antes? Isso é maravilhoso! – disse, animado.



Pietro R. Ulrich – 18 anos

Não sabia mais o que dizer para acalmar o pequeno, apenas não o culpava mais pelo o que tinha feito, o que é raro. Pietro não costuma perdoar as pessoas, muito menos em tão pouco tempo. – Está tudo bem. – foi tudo que conseguiu dizer.
Apesar da dor corporal, se sentia bem deitado ao lado de Travis naquela cama, como se nada de ruim tivesse acontecido. Era estranho? Sim, bastante. Principalmente porque há pouco tempo se odiavam. Mas mesmo assim... – Se sente melhor? – perguntou, após alguns minutos em silêncio.

Ver perfil do usuário

78 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 12:55 am


Chris J. Laurent — 19 anos
— Ótima ideia! Ou podemos assistir Titanic, todo mundo gosta de Titanic — E novamente ele estava mencionando Titanic; não tinha culpa se era seu filme favorito. Corou  levemente ao sentir a mão de Josh bagunçando seu cabelo, não era acostumado com tantas brincadeiras. — Ei, não faça isso — Fingiu estar bravo, passando as mãos no próprio cabelo para poder arrumá-los novamente. Assentiu quando Josh disse para eles irem, e seguiu o moreno até o carro. Entrou lá e ficou pensativo por alguns segundos. — Você vai me achar estranho, mas eu nunca fui à praia. Acho que vai ser bom conhecer, ainda mais a noite que praticamente não tem gente. Obrigado por me levar lá, é muito legal da sua parte. — Sorriu.


Harry Atwood — 18 anos
O loiro mal havia acabado o primeiro copo e Robert já estava praticamente no terceiro. Estava começando a achar que não tinha sido uma boa ideia dizer para ele que beber era bom. — ... Tá tudo bem mesmo? — Perguntou, vendo o rosto vermelho do garoto — Rob, isso é bom mesmo, mas não vá exagerar, certo? Eu me preocupo com você e não quero que acabe passando mal depois. Conhaque é algo realmente forte... — Disse, um pouco sério. Se Robert continuasse daquele jeito, logo estaria se sentindo mal e isso não seria legal, ainda mais no meio de uma festa.


Travis McConnell — 19 anos
Apesar de Pietro estar dizendo que estava tudo bem, o pequeno ainda não conseguia acreditar muito bem. Ele havia feito muita maldade, Pie teria que ser muito bom para perdoá-lo com tanta facilidade. Nem mesmo o próprio Travis o perdoaria, se estivesse no lugar do outro.
Estar deitado tão próximo a Pietro lhe trazia uma sensação estranha. Incrivelmente boa, mas estranha. Era como ele se sentisse... Seguro. Era esquisito tal sentimento vir bem quando ele está nos braços do cara que antes lhe fez desmaiar. — Sim — Respondeu, olhando para Pietro e esboçando um pequeno sorriso. Se aproximou, hesitando um pouco, e abraçou novamente Pietro com cuidado para não machucá-lo, afundando seu rosto no peitoral do rapaz durante o abraço. — Obrigado — Agradeceu baixo, aproveitando o momento.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

79 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 1:17 am



Robert Lawrence – 17 anos

Assentiu com a pergunta dele, sorrindo ao perceber que estava preocupado.- Sim, tudo ótimo! – continuou a sorrir, bebendo mais um copo. Já podia considerar-se bêbado, mesmo com tão pouco.
Corou um pouco mais ao ouvir o loiro. Sempre o achou tão fofo, e como sua tia sempre dizia, talvez estivesse afim dele. Só foi concordar com isso agora, com ajuda da bebida. – Você é tão fofo! – admitiu, sorrindo. – E se preocupa tanto comigo... – aproximou-se dele lentamente. – Eu acho que...Gosto de você. Antes de completar a frase, o beijou. A coragem surgiu do nada, então a aproveitou, fazendo disso não um simples selinho, e sim um beijo de verdade.

Ver perfil do usuário

80 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 1:28 am



Harry Atwood — 18 anos
— Se você diz.. — E bebeu outro gole da bebida. Ele estava bem agora, nem queria ver quando o efeito do conhaque passasse no dia seguinte. Ressaca era algo terrível.
Corou um pouco e soltou um riso sem graça quando Robert o chamou de fofo. Que elogio repentino, pensou. — Ann... O-Obrigado — Agradeceu, estranhando quando Rob começou a se aproximar, cada vez mais. — É-é claro que eu me preocupo com você, é meu... — Parou para ouvir a frase do garoto, mas logo foi beijado. Seu coração acelerou e seus olhos se arregalaram um pouco. Aquilo não havia sido ruim, muito pelo contrário, mas foi tão... de repente, que acabou ficando alguns segundos sem saber o que fazer. Acabou cedendo após um tempo e retribuindo o beijo, colocando uma de suas mãos na cintura de Robert, o puxando para mais perto. Era bom beijar Rob. Muito bom.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

81 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 1:36 am



Robert Lawrence – 17 anos

Foi aprofundando cada vez mais o beijo, tornando o ambiente mais quente, assim como o seu corpo. Passou a mão pelo corpo do loiro e subiu até sua nuca. Colou ambos os corpos, começando a achar que aquilo iria além de apenas um beijo.
Separou-se do beijo por poucos momentos, dando tempo apenas de respirar, e então voltou com a mesma intensidade de antes.

Ver perfil do usuário

82 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 1:47 am



Harry Atwood — 18 anos
Não sabia se era por causa do calor do momento ou por causa da bebida, mas Harry não queria continuar só com aquilo. Ele realmente queria fazer outras coisas com Robert. O que era um beijo normal, estava se tornando um beijo realmente quente. Estava bom, mas podia ficar melhor, e se dependesse do loiro, ficaria.
Os dois se separaram por um momento mas logo voltaram, e Harry decidiu que iria mesmo levá-lo para outro lugar. Desde quando chegou reparou que haviam quartos disponíveis para quem quisesse, e eles precisariam mesmo de um. Afastou-se de Robert e o encarou — Vem comigo — Sorriu, mordendo o lábio inferior e pegando a mão do menor, o puxando para fora da festa. Caminhou até a área dos quartos e entrou em um que estava desocupado, trancando a porta com os dois lá dentro. — Acho que aqui será bem melhor — Disse para o garoto, voltando a beijá-lo e o empurrando lentamente para a cama.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

83 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 11:29 pm



Joshua Gail Ignition – 19 anos

– Nah, já sabemos o final, não tem tanta graça. – riu fraco, ouvindo o loiro reclamar sobre ele ter bagunçado seu cabelo. – Ok, desculpe. – coçou a nuca, um pouco desajeitado. Não deveria ter sido tão íntimo.
Deu partida no carro e começou a dirigir para a praia, que não estava muito longe. Ficou surpreso com o que o outro disse sobre nunca ter ido à praia, levando em conta que quase todo mundo vai pelo menos uma vez na vida. – Sério? Wow... – sorriu sincero com o loiro agradecendo. Achava isso tão fofo. – Você é meu amigo, não poderia te largar por uma festa. – riu fraco.
Não demoraram muito para chegar na praia, então Josh estacionou o carro perto da calçada e saiu, esperando Chris. – Quer deixar os sapatos no carro? Vamos andar na areia.

Ver perfil do usuário

84 Re: *** RPG ***** em Qui Set 24, 2015 11:48 pm


Chris J. Laurent — 19 anos
Fingiu ter ficado profundamente ofendido com o que o garoto disse sobre Titanic — Titanic sempre tem graça, Joshua — Colocou as mãos na cintura. Não importa o tanto de vezes que Chris assista o filme, ele sempre vai chorar no final (E isso é um pouco vergonhoso, pelo menos para ele). — Tudo bem, eu estava brincando — Sorriu, dando um tapa leve no braço do maior.
Assentiu — Pois é. Digamos que eu não sou uma pessoa que sai muito de casa... Acho que já notou isso — Deu um sorrisinho envergonhado, esperando que eles chegassem logo na praia. Tinha que confessar que havia achado fofo o que Josh lhe disse em seguida. — Isso é fofo — Riu fraco — Você não precisava ter perdido a festa por minha causa, Josh... Mas, sendo assim, eu fico feliz por ter pensado em mim. Por isso que eu gosto de você — E riu novamente, dessa vez corando um pouco. Não costumava falar para as pessoas que gostava delas, até porque era difícil que Chris gostasse de alguém.
Logo o carro parou e o loiro pôde ver pela janela do carro a praia. Era realmente incrível. O carro mal havia parado e o garoto já ia abrindo a porta, pronto para sair. Ouviu o que o moreno lhe disse e pensou um pouco. — Ah, sim. Um minuto — Retirou seu all star e o colocou no chão do carro, se levantando em seguida, sem se importar em pisar no chão da calçada descalço. — Pronto — Disse, olhando para os próprios pés e depois levando seu olhar para a praia. Estava ansioso para poder ver de mais perto, provavelmente seria ainda mais bonito.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

85 Re: *** RPG ***** em Sex Set 25, 2015 1:16 am



Joshua Gail Ignition - 19

Riu da reação do amigo, não imaginando que ele gostava tanto assim de Titanic - Ok, você tem razão. Apesar de que eu nunca assisti. - admitiu. Mesmo que sempre ouvisse sobre o filme e como é bom, não tinha vontade de assistir.
Sorriu sobre ele dizer que era brincadeira, se sentindo menos "envergonhado" que antes. - É, eu percebi... Mas por quê? - perguntou, curioso - Isso, claro, se você quiser responder. - complementou, já que não queria obrigar o garoto à nada.
- É mesmo? - riu, sentindo-se elogiado - Claro que eu precisava. - sorriu para o loiro - Gosto de você também. - disse com naturalidade, achando fofo quando ele corou. Fica tão lindo assim.
Esperou ele tirar os sapatos enquanto fazia o mesmo. Apesar de estar trazendo Chris para passear na areia com ele, nunca tinha feito isso com alguém além do seu ex-namorado. Sentia-se um pouco estranho ao pensar que seria romântico os dois andando descalços pela areia durante a noite. ... Não tem problema, certo?
- Ok, vamos. - colocou seus sapatos dentro do carro e então fechou-o. Sorriu para Chris, indo com ele até a praia, chegando bem perto das ondas. A maré estava alta, e ao tentar olhar para o fim d mar, é como se ele se juntasse com o céu escuro. Tão lindo. E, para completar, tinha a brisa fria da noite, que o fazia sentir-se ainda mais confortável.
- Incrível, não? - sorriu para Chris, voltando a olhar para o céu. Neste momento, uma estrela cadente passou e, como reflexo, Joshua fechou os olhos e apontou para o céu. Que momentos como esse nunca acabem - desejou, voltando a abrir os olhos e virando-se novamente para Chris. - Faça um desejo.

Ver perfil do usuário

86 Re: *** RPG ***** em Sex Set 25, 2015 1:33 am


Chris J. Laurent — 19 anos
Fez uma cara surpresa ao ouvir que o moreno nunca havia assistido o filme. —Como assim você nunca assistiu Titanic?! Saia de perto de mim agora, não quero ser amigo de gente que não viu o melhor filme do mundo — Brincou, afastando-se de perto dele mas logo voltando e rindo. — Mas é sério, você precisa assistir.
O garoto pensou um pouco antes de responder à pergunta de Josh. Era claro que grande parte da culpa do menino ser tão antissocial era sua mãe que insistia em dizer que era muito melhor que Chris ficasse em casa por causa do seu transtorno, mas ele não queria contar tudo isso para o outro. E se ele se afastasse? Josh era seu único amigo, não podia perdê-lo. — Ah... É que eu... Não gosto, entende? Eu prefiro ficar em casa vendo filmes ou lendo. — Deu de ombros. Parte daquilo era verdade, não estava mentindo completamente. — Questão de gosto mesmo. — Completou.
Esperou Josh retirar seus sapatos e então foi saltitante para a praia junto com o maior. Era muito, muito incrível. Principalmente o mar. Escutou Joshua e assentiu. — Totalmente incrível. É muito mais bonito que na televisão — Riu fraco, observando ao seu redor. Percebeu que o garoto estava olhando para o céu, então fez o mesmo. Logo uma estrela cadente passou e Chris percebeu que Josh estava fazendo um pedido. Nunca tinha tentado fazer o mesmo, sempre achou que era besteira. O moreno então abriu os olhos e mandou Chris fazer o mesmo. Assentiu e fechou seus olhos.
Eu realmente gostaria que as coisas mudassem.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

87 Re: *** RPG ***** em Sex Set 25, 2015 1:48 am



Joshua Gail Ignition – 19 anos

Sorria enquanto observava a felicidade de Chris apenas de observar aquela paisagem, era como se a felicidade do loiro fizesse a dele, de algum jeito. Sentia-se bem só de estar ao lado dele, de olhar para o rosto dele, e... Ah... Será que...
Encarava o pequeno, que agora estava com os olhos fechados e fazendo seu pedido. Tão fofo, tão bonito, e tão... Eu estou apaixonado. – finalmente reconheceu. Por isso que trocou a festa por ele, por isso que se sentiu seguro quando ele agarrou seu braço no cinema, por isso que poderia ficar o dia inteiro olhando para o rosto do outro que não cansaria. Agora tudo tinha uma explicação.
Andou para a frente de Chris e segurou sua mão, entrelaçando os dedos com os deles. Aproximou-se lentamente, usando sua mão livre para segurar o rosto do loiro, então beijando-o. Fechou os olhos.

Ver perfil do usuário

88 Re: *** RPG ***** em Sex Set 25, 2015 2:41 am


Chris J. Laurent — 19 anos
Aquele lugar era tão calmo, passava uma sensação tão boa  de ficar longe de tudo e de todos. Ele realmente queria ficar lá para sempre - Mas é claro, se Josh estivesse com ele. Era estranho que apesar de tão pouco tempo que os dois se conheciam, já tinha uma proximidade tão grande. Chris nunca foi tão chegado em alguém como era com o moreno. Ele sentia que eles tinham algo. Uma conexão, talvez. Esquisito, mas verdade.
Ainda estava de olhos fechados quando sentiu uma mão se juntar à sua e entrelaçar os dedos. Abriu os olhos e notou que era Josh, que agora estava na sua frente, bastante próximo. O loiro estava sem reação, suas bochechas queimavam e seu coração estava acelerado. Por que se sentia assim?Não sabia. Só se lembrava de ter ficado assim com Thomas, seu ex-namorado.
E então caiu a ficha do que realmente estava sentindo. Não sabia se isso era bom ou não, tinha medo de machucar e ser machucado, assim como aconteceu da última vez que se apaixonou. Seja o que fosse, ele queria aproveitar a sensação boa que estava sentindo. Sorriu de modo tímido quando a outra mão do garoto foi para seu rosto, e logo foi beijado. De início ficou sem reação devido à surpresa, mas acabou retribuindo. Agora, Chris queria mais do que nunca que aquele momento durasse para sempre.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

89 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 12:53 am



Joshua Gail Ignition – 19 anos

Continuou com um beijo calmo e romântico, sentindo-se feliz por Chris estar retribuindo. Não sabia o que iria fazer se fosse rejeitado nesse caso, provavelmente seu coração quebraria em mil pedaços e ficaria com muita vergonha, mas isso não tem importância.
Separou-se do beijo e olhou fundo nos olhos do loiro, tinha que dizer alguma coisa. Queria dizer à ele que o ama, mas não tinha muita certeza disso considerando que conhecia o garoto há poucos dias.
– Eu gosto de você, Chris. – disse, sorrindo sincero – Eu não sei se o que sinto é amor, mas por favor, me deixe descobrir isso. – segurou a outra mão dele – E não saia do meu lado. – ao finalizar, abraçou-o.

Ver perfil do usuário

90 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 1:25 am


Chris J. Laurent — 19 anos
Há quanto tempo ele não sentia-se tão bem com um simples beijo? Seu coração ainda disparado, aquela sensação de conforto.. Já fazia muitos anos que não tinha essas sensações. Desde que Thomas se foi ele tinha um certo vazio dentro de si; mas agora, com Josh, ele sentia que aquele espaço estava sendo completo novamente, pouco a pouco.
O beijo foi interrompido e Chris fitou o rapaz, com um pequeno sorriso no rosto. Provavelmente estava corado, mas não se importava. Nada importava além do momento entre ele o moreno. Sentiu uma felicidade o invadir quando Joshua disse que gostava dele. — Eu também gosto de você, Josh. — Desviou seu olhar, um pouco envergonhado. Como já dito, o garoto não costumava expressar seus sentimentos. Ouviu o que o rapaz disse em seguida e sorriu, assentindo. Nem sabia nem direito o que responder, ninguém nunca havia dito aquelas coisas para ele, nem mesmo seu ex. Apenas entrelaçou seus dedos quando Joshua segurou sua mão, sentindo-se seguro. Era estranho o modo de como o rapaz podia causar tantas coisas em Chris com simples toques. Retribuiu ao abraço quando o outro o puxou, fechando os olhos e aproveitando o momento. — Eu não vou sair. Prometo. — Fez uma pausa — Conhecer você foi a melhor coisa que já aconteceu na minha vida —  Completou, baixo.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

91 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 5:36 pm



Joshua Gail Ignition – 19 anos

Não soube nem descrever sua felicidade quando o rapaz disse que também gostava dele, era como uma criança ao receber um novo brinquedo do mercado, não trocaria a sensação por nada.
Sua felicidade apenas aumentou em seguida, ao garoto retribuir o seu abraço e dizer aquilo. – Obrigado. – foi o que conseguiu dizer, enquanto fechava os olhos. Surpreendeu-se com a fala do pequeno, mas de um jeito bom. – Que coincidência, não? – sorriu, acariciando a cabeça dele.
Depois de uns momentos abraçados, Josh o soltou, percebendo que já estava tarde. Provavelmente a mãe de Chris não gostaria que ele chegasse tarde em casa, pelo o que sabe até agora. – Então... Quer uma carona para casa? – ofereceu, sorrindo.

Ver perfil do usuário

92 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 5:56 pm


Chris J. Laurent — 19 anos
Permanecia abraçado com o garoto. Se pudesse ficar daquele jeito o resto da noite, certamente ficaria. Sorriu levemente com as falas de Josh, aproveitando enquanto o mesmo acariciava sua cabeça.
Passaram um bom tempo daquela maneira, abraçados, até que se separaram. Joshua perguntou se Chris queria uma carona para a casa, e então se lembrou de que precisava voltar para aquele lugar. Sua mãe provavelmente uma hora dessas já estava surtando, mas o loiro nem se importava. — Ah, claro — Respondeu. Josh o levou de carro para a casa, e em pouco tempo os dois estavam lá. — Bem... Até depois, então — Se despediu, e já ia abrindo a porta do carro quando se virou para o moreno e lhe deu um beijo rápido. Sorriu envergonhado e então saiu do carro, entrando na sua casa logo. Por sorte, sua mãe já havia ido se deitar, então não precisou ouvir sermão nenhum. Apenas foi para o seu quarto, com um sorriso bobo no rosto. As coisas estavam começando a melhorar, e isso estava o deixando realmente feliz.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

93 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 6:10 pm



Robert Lawrence – 17 anos

Dormia tranquilamente, porém sentindo algo de diferente, como se estivesse abraçando alguém, ou como se estivesse sem roupa. Abriu os olhos para checar e viu Harry ao seu lado, era ele quem Robert estava agarrando enquanto dormia. Apesar de tê-lo visto, não raciocinou a situação, talvez a sua ressaca estivesse forte demais para isso.
Levantou-se da cama e foi até a janela, fechando as cortinas. O sol estava piorando a dor de cabeça do pequeno. Ao fazer isso, voltou para a cama e deitou-se ao lado de Harry mais uma vez, só que desta vez, antes de fechar os olhos, a ficha caiu.
Arregalou os olhos, sentando-se na cama e puxando o cobertor para se cobrir. – H-harry? – estava totalmente envergonhado, principalmente porque suas memórias da noite anterior estavam aparecendo. – Nós...? – corou bastante, sem conseguir completar a pergunta.

Ver perfil do usuário

94 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 6:26 pm



Harry Atwood — 18 anos
Harry estava dormindo tranquilamente até escutar uma voz do lado de si que o fez acordar assustado. Assim que abriu os olhos, um turbilhão de dúvidas lhe veio na cabeça. Onde estava? Aquele não era seu quarto, nem algum cômodo de sua casa. E por que estava sem roupas? Olhou para o lado e percebeu que Rob estava sentado na cama, aparentemente sem suas roupas também, e mais uma dúvida lhe veio: Por que estava sem roupas com Rob do seu lado?
Foi aí que se tocou então, com as memórias da noite passada vindo em sua mente. O barzinho, eles se beijando e em seguida Harry o trazendo para aquele quarto e... Oh meu Deus. Suas bochechas coraram, havia mesmo feito tudo aquilo com o seu melhor amigo? Ouviu o "Nós...?" do pequeno e assentiu, já entendendo qual era a dúvida dele — A-Aparentemente... Sim... — Respondeu, completamente envergonhado.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

95 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 8:16 pm



David LaGuerta – 18 anos

Acordou com um certo incômodo na bacia, imaginando ele que nada havia acontecido e que apenas tinha dormido de mal jeito, porém, ao abrir os olhos e enxergar o que estava junto com ele na cama – ou melhor, quem -, percebeu que não era bem o que ele tinha pensado.
Ah, não... De novo não...
Sentou-se na cama, sentindo um desespero dentro de si. Era a segunda vez que acordava com aquela cena, e não deu nada certo na primeira, na segunda seria pior. Ele conseguia achar desculpas para a primeira vez, mas Charles pegaria bem mais no seu pé com essa.
Tentou respirar fundo e levantar-se. Vestiu suas roupas e saiu do quarto sem fazer barulho. Após fechar a porta sem acordar o maior, apressou-se para seu carro e entrou. Ligou-o e começou a dirigir para casa.
Estava horrível, blusa mal abotoada, calça amassada, cabelo totalmente bagunçado e marcas de chupões pelo corpo – inclusive no pescoço -, isso sem contar que estava sem sapatos.
Chegou em casa e estacionou o carro, ao entrar pela porta, tratou de correr direto para o quarto sem que ninguém notasse. Tomou um banho demorado e vestiu um pijama (mesmo sendo manhã, imaginou que pudesse faltar aula), jogando-se então na cama.
Não passaram nem cinco minutos e sua mãe entrou no quarto
– David, posso saber por que você não está se arrumando para a escola? – perguntou, cruzando os braços. Oh não.
– Mãe... Eu tô com uma ressaca horrível... – falou com a voz fraca, agarrando o travesseiro.
– Nada disso, mocinho. Vá e tome um café lá. – a mulher puxou o travesseiro dele, fazendo-o ficar desconfortável. David apenas suspirou, levantando-se. Hoje vai ser um inferno. Um. Inferno.
Ele tinha vontade de faltar pelo menos pelo resto do mês, ou quem sabe mudar de escola. De preferência, de país. Não queria ver a cara do Charles e suas novas piadinhas sobre o acontecido. Sabia ele que não conseguiria lidar com isso.
– Vou me trocar, se importa de sair? – sorriu falso, fazendo sua mãe sair. Despiu-se do pijama e colocou as roupas mais disfarçadas que tinha no guarda-roupas. Para completar, pegou uma peruca que havia usado em uma festa a fantasia, um boné e um óculos.
Sim, ele estava planejando se disfarçar para que Charles não o encontrasse.
Já pronto, apesar da ressaca e da vontade de morrer, saiu de casa e, novamente, entrou no carro. Desta vez, em direção à escola.
Chegou lá, estacionou e andou com a cabeça abaixada, tomando o máximo de cuidado para que ninguém o reconhecesse. Sua peruca era preta e ia até o pescoço, ninguém normal o reconheceria assim, ainda mais com o óculos e o chapéu.
Dirigiu-se para um lugar com sombras e sentou num banco, começando a rezar para que permanecesse em paz durante o resto do dia.

Ver perfil do usuário

96 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 8:38 pm


Charles Lestrange — 20 anos
Charles acordou e suspirou quando percebeu que David não estava mais na cama. E a história se repetiu..Pensou, enquanto se sentava e passava a mão nos cabelos. Preferia acreditar que David havia ido embora porque precisava se trocar e ir à escola, e não porque estava fugindo novamente do rapaz. Não podia ter fugido, ele havia dito que gostava dele noite passada, e Charles também tinha dito que o amava. Não era possível que tinha feito uma filha da putagem dessas e simplesmente ter ignorado os sentimentos dele.
Se vestiu e logo já estava no caminho de casa, a pé mesmo porque só tinha um pouco de dinheiro e que se quisesse ir para a escola sem se atrasar, precisaria dele. Chegou na sua casa após vinte minutos de caminhada e foi logo tomar um banho. Após terminar e se trocar, pegou sua mochila e ligou para um táxi. Não demorou muito e o rapaz já estava na escola, à procura de David. Não o encontrava em lugar algum, e já estava pensando que ele havia faltado quando viu uma criatura estranha de cabelos pretos, óculos e chapéu. Cerrou os olhos e, ao distinguir quem era, começou a rir. Aquele disfarce realmente tinha sido engraçado. Caminhou até a pessoa, que na verdade era David, e se sentou ao lado dela no banco. — Esse cabelo não combina muito com você, amorzinho. Acho melhor tirar isso daí. — Aconselhou, fitando suas unhas — E bom dia. Pelo visto você nem se deu ao trabalho de deixar um bilhetinho, hein? Depois da noite que tivemos, você poderia ter tido um pingo de consideração e avisado de que estava saindo. Fiquei profundamente magoado. — Ironizou, olhando agora para o garoto disfaçado.



Última edição por sweetchemical em Sab Set 26, 2015 9:12 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

97 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 9:06 pm



David LaGuerta – 18 anos

Estava até pensando em se levantar para ir pegar um café e se sentir mais acordado quando a pessoa que ele menos desejava no momento sentou-se ao seu lado. Oh não. Resolveu virar a cara e continuar com o disfarce, até ele falar. Ele sabe que sou eu... De alguma maneira, sentiu-se derrotado, e muito nervoso. Não sabia o que fazer e como convence-lo de que, novamente, estava bêbado na noite passada.
– Eu estou bem com o meu cabelo. – afirmou, frio. Ouviu então o comentário seguinte do maior. Sério mesmo que ele traria aquele assunto agora? Ou que até mesmo estava esperando que David tivesse consideração por ele? – Por que eu deixaria? Não gosto de você, nunca vou gostar. – falou, evitando contato visual com ele. Apesar de ser mentira.

Ver perfil do usuário

98 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 9:27 pm


Charles Lestrange — 20 anos
— Hm, certo então. Mas ainda prefiro você com seu cabelo normal. — Comentou, dando de ombros. Estava prestes a pegar um cigarro de sua mochila e acende-lo ali mesmo quando ouviu a frase que o rapaz soltou. "Não gosto de você, nunca vou gostar." Sério mesmo que ele havia dito isso? Após tudo que eles tiveram, após Charles praticamente se declarar para ele, David o tratava assim, como se não fosse nada? Estava realmente bravo. Não só bravo, como decepcionado também. Tinha criado um pouco de esperança ontem, quando David disse que gostava dele, e agora tudo havia ido por água abaixo. O rapaz nunca havia sido alguém que chorava fácil, mas naquele momento ele realmente estava com vontade de fazer isso. Estava cansado de ser rejeitado, não só por ele, mas pelos pais e até pelos antigos amigos. Estava realmente doendo, mas precisava aguentar. — Você não gosta de mim então? Ok — Se levantou, e ajeitou a mochila em um dos ombros. — Quer saber, David? Eu estou cansado de você. Estou cansado de perder dois anos da minha vida correndo atrás de um garoto infantil que ainda insiste em tentar esconder o que realmente é. Você é uma pessoa horrível. Horrível e orgulhosa, que não dá a mínima para o sentimento dos outros. Eu não quero mais conviver com você. Eu não quero mais nem te ver na frente, pra falar a verdade. — Estava prestes a se virar quando se lembrou de algo que ainda tinha pra falar — Ah, espero que esteja feliz agora, conseguiu justamente o que queria: Que eu te deixasse em paz. Esqueça que um dia nós fizemos algo, certo? Esqueça de tudo que eu te disse, de tudo que eu te fiz. E faça bom aproveito das suas futuras namoradas, afinal de contas, você é o hétero. — Dito isso, o rapaz saiu andando e foi direto para fora da escola. Não estava nem aí se perderia um dia de aula ou não, ele precisava ir para sua casa, e, quem sabe, se afogar na bebida. Foi andando mesmo, não tinha mais dinheiro para gastar em táxi. Nem se importou em tirar a roupa que estava quando chegou em casa, apenas foi até a cozinha pegar uma garrafa de vodka, que havia comprado há muito tempo. Queria tomá-la numa ocasião especial, não num momento tão triste como aquele, mas não via outra escolha. Jogou-se no sofá e retirou a tampa da garrafa, começando a beber nela mesmo. Como queria que essa bebida o fizesse apagar, e quem sabe, nunca mais acordar.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

99 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 9:59 pm



David LaGuerta – 18 anos

Deu de ombro com o comentário dele, não dando a mínima. Já estava planejando sair dali quando ouviu o discurso de Charles. Se sentia horrível, como se algo estivesse esmagando seu coração, mas acima de tudo, sentia que merecia isso. Queria, e muito, pedir desculpas e dizer que estava arrependido, mas não conseguia porque ainda tinha essa ideia na cabeça dele que é hétero.
Apenas observou Charles sair, sem dizer uma palavra. Neste momento, a vontade de chorar começou a consumi-lo junto com a culpa. Durante dois anos viveu dizendo para o rapaz que não gostava dele, e mesmo assim ele não deixava David em paz. Por que agora que conseguiu o que vinha procurando há dois anos se sentia tão péssimo?
Não conseguiu impedir as lágrimas de caírem descontroladamente, por sorte estava de óculos e isso disfarçava o choro. Tudo o que mais queria no momento era se matar, e não parava de repetir para si mesmo que não merecia viver naquele momento.
Por que eu me sinto assim? – foi quando essa questão surgiu em sua mente. Começou a lembrar de todos os momentos dele com Charles. Desde sempre o fundo da consciência de David soube que ele amava o maior, mas o próprio David não conseguia concordar com isso. Ainda não consegue. – Eu estou apenas confuso. – tentou convencer a si mesmo, enxugando as lágrimas e deitando no banco. Tinha que se acalmar, não exatamente dormir, mas relaxar.

Depois de algumas horas pensando, refletindo, e brigando com o próprio consciente, chegou à conclusão que estava realmente apaixonado por ele. Não queria aceitar isso no começo, mas tinha coisas mais importantes para se preocupar, como: O que eu faço agora?
Lembrou-se, então, de que tinha o número dele. Havia recebido há muito tempo, mas nunca deu bola para isso. Sem pensar duas vezes, ligou para o moreno. Caixa postal. Continuou ligando várias e várias vezes, mas ele não atendia. Estava desesperado. Merda, merda, merda!
Voltou a chorar, até que se lembrou de Claire. É isso! Ela tem um amigo gay, deve me entender. Se levantou com pressa, novamente enxugando as lágrimas, indo direto para o carro.
Dirigiu até a casa dela com pressa e, ao chegar lá, estacionou, saiu do carro e foi direto para a frente da porta. Tocou a campainha e esperou ela atender. Já havia parado de chorar, mas ainda estava com um peso muito grande sobre si, qualquer coisinha o faria desabar mais uma vez.
E foi o que aconteceu, quando a garota atendeu a porta.
– Claire, por favor, preciso da sua ajuda... – pela terceira vez, começou a chorar.

Ver perfil do usuário

100 Re: *** RPG ***** em Sab Set 26, 2015 10:17 pm



Claire Norwood —17 anos
Claire estava no meio da sua maratona de Friends quando a campainha tocou. Quem será que é?, pensou, pausando a série e indo até a porta atendê-la. De início achou que havia sido sua mãe ou seu pai que tinham voltado do trabalho para buscar algo na casa, mas se surpreendeu quando encontrou David, seu amigo, na porta. Já ia cumprimentá-lo e perguntar o que precisava quando o garoto disse que precisava da ajuda dela, começando a chorar em seguida. — Ei, ei, calma — Ela disse com uma voz doce, o abraçando. — Vem, entra — Se afastou do abraço e pegou ele pela mão, o puxando para dentro e fazendo se sentar no sofá da sala. — O que aconteceu, David? — Perguntou, fitando o rapaz, preocupada.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 15]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum