Youth

BEM VINDO AO VALE DOS HOMOSSEXUAIS


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

*** RPG *****

Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 6 de 15]

126 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 1:55 am


Nicholas Mitchell — 18 anos
— Vivendo, ora — Respondeu, como se fosse óbvio.Resposta mais inteligente impossível, Nick!
Arqueou a sobrancelha com a frase poética do homem. — Que? — Estava sem entender nada. Já haviam saído da aula de filosofia, não queria ter que pensar em mais nada. — Então se eu sorrir bastante você vai transar comigo? — Perguntou, sorrindo. — Já estou sorrindo então, quando quiser estou pronto — Piscou, ouvindo o moreno dizer que jogaria sozinho. Deu de ombros e se levantou, pegando o celular e indo para o fundo da sala. — Isso, jogue sozinho enquanto eu faço a dança do acasalamento. Não que isso seja uma indireta, imagina. — Na verdade é sim, completou mentalmente, colocando seu celular na última carteira e ligando Hollaback Girl. Logo a música começou a tocar e ele deu início à sua performance de canto e dança. — LET ME HEAR YOU SAY THIS SHIT IS BANANAS, B-A-N-A-N-A-S — Cantava, tentando imitar uma líder de torcida.POR QUE MINHA DANÇA AINDA NÃO O ATRAIU PRA CÁ???

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

127 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 2:15 am



Henry Clarence – 27 anos

Sorriu falso com a pergunta dele. – Não. – foi bem objetivo, apesar de que teria que transar com ele uma hora ou outra se quisesse ter sucesso com o furto do dinheiro da família do rapaz. – Faça o que quiser, mas não saia da sala. – deu de ombros, mantendo a atenção no jogo. Não estava gostando da gritaria de Nick, mas conseguia ignorar tudo aquilo com o xadrez. Sorte sua que Mozzie o lembrou de trazê-lo, senão estaria arrancando a própria pele agora.

O tempo se passou e já estava de noite, na hora da detenção acabar. Olhou para o relógio e deu até um suspiro de alívio. – Ok, Nicholas, você está livre. – anunciou enquanto colocava seu tabuleiro e as peças na bolsa. – Até amanhã, e se comporte. – sorriu falso, acenando e saindo da sala.
Foi da escola direto para “casa” – novamente, aquilo não pode ser chamado de casa. Moz estava lá, como sempre. – Oh, Henry. Como foi? – perguntou.
– Honestamente? Um saco. – jogou a bolsa na mesa e respirou fundo, passando a mão no cabelo. – Eu vou no bar beber alguma coisa, você vem? – convidou-o, já indo até a porta.
– Prefiro acompanhar meus vinhos. Sem contar que beber não é a única coisa que você faz naquele bar. – Henry riu com isso por ser verdade. Uma vez ou outra ele ‘encontra’ uns caras naquele lugar, quando tem o dia cheio e quer ‘relaxar’. – Certo. Até mais, Mozzie. – acenou e saiu.
Foi à pé mesmo, já que não tinha carro e não via a necessidade de chamar um táxi para algo que é tão perto. Ao chegar lá, sentou-se num banco em frente ao balcão e pediu por uma cerveja. O rapaz atrás do balcão – barman, ficava o encarando com um sorriso malicioso. Hum...
– Deseja mais alguma coisa? – o outro perguntou, apoiando-se no balcão e inclinado para Henry com o mesmo sorriso. – Depende, quanto custa a bebida? – disse com a voz sensual, porém não exagerada, se aproximando do homem. – Posso fazer de graça, com uma condição... – ele entrou no joguinho, sussurrando. – E qual seria? – sorriu malicioso. O homem apenas deu uma pequena risada e o beijou. Henry, claro, devolveu o beijo. Após um dia de trabalho junto com aquele garoto mimado, era o mínimo que merecia. Sim, naquele bar, beijar pessoas desconhecidas era algo totalmente normal.

Ver perfil do usuário

128 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 2:31 am


Nicholas Mitchell — 18 anos
Depois daquela cansativa e chata detenção, o garoto havia enfim sido liberado, e agora estava no seu quarto terminando de se arrumar para ir até um bar - Essa era sua programação de toda a noite. Não tinha problema algum em sair todos os dias, afinal, dinheiro não lhe faltava e caso perdesse sono, poderia o repor nas aulas tediosas.
Deu uma última olhada no espelho e pegou a chave de casa, saindo da residência sem nem avisar os pais - Eles já sabiam que o garoto não parava em casa mesmo. Entrou no seu carro e começou a dirigir à procura de um bar que não havia ido ainda naquela semana. Após um tempo de procura, enfim achou um, e ao entrar se deparou com uma cena que o deixou um tanto... Surpreso. Seu professor, Nicholas, se agarrando com o barman. Não quis ficar comigo mas pega um qualquer?Ah, mas isso não vai ficar assim. Estava com o orgulho ferido, e não podia deixar aquilo passar batido. Caminhou até o balcão e se sentou num banco do lado dos dois, ficando observando por um tempo. — Sabe, Nicholas, você me lembra muito o meu professor de biologia que eu mandei as mensagens — Comentou, na intenção de atrapalhar os dois — A diferença é que ele era hétero e você não, pelo visto. — Terminou, sorrindo e esperando a reação do homem ao vê-lo.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

129 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 10:19 pm



Henry Clarence – 27 anos

Já estava levantando-se do banquinho para pular o balcão que separava os corpos dos dois quando ouviu uma voz familiar ao seu lado. Ah não... Separou-se do barman – que ficou bem indignado – e se virou para Nicholas. Eu não queria ser Nick Halden agora.
Estava cansado de ficar de teatrinho o dia inteiro, e na hora do seu descanso ainda tem essa surpresa desagradável. – Olá, Nicholas. – sorriu falso, ouvindo-o dizer que ele o lembrava do seu professor de biologia. Hétero? Riu sarcástico. – Sr. Mitchell, eu nunca aleguei ser hétero. Você que provavelmente supôs isso quando te rejeitei. – falou, bebendo um gole da cerveja que o rapaz com quem há pouco ele estava beijando, trouxe. – Aliás, o que você faz aqui? – olhou no relógio – Isto é hora de criança estar na cama. – sim, fez isso de propósito para provoca-lo.



David LaGuerta – 18 anos

Olhou para Charles com o rosto olhado e os olhos vermelhos, se sentindo mais culpado à casa segundo até ouvir o que ele disse. – S-sim, mas... – abaixou o olhar, parando para pensar. Era melhor esquecer tudo e seguir em frente, de verdade. – Okay... – finalmente concordou, abraçando o maior. Sentia-se confortável nos braços dele, sinceramente, sendo melhor até mesmo que uma cama.
Após um tempo assim, o soltou. – Então... Acho que as aulas já acabaram por hoje. – coçou a nuca – Quer fazer alguma coisa? – perguntou, sorrindo.



Robert Lawrence – 17 anos

Não conseguia parar de corar, principalmente porque cada segundo que se passava, mais memórias apareciam em sua mente. Lembrou-se, principalmente, da quase-declaração dele para o melhor amigo. Ouviu a resposta de Harry e ficou totalmente sem noção do que fazer, considerando que essa era sua primeira vez nesse tipo de relação. – E-er... – ficou buscando palavras na mente, mas de nada adiantou. – O q-que faremos...? – perguntou ainda morrendo de vergonha. Para piorar já era tarde e sua tia deveria estar preocupada com ele.



Joshua Gail Ignition – 19 anos

Já estava no shopping há horas, ou melhor dizendo, quase o dia inteiro. Sua irmãzinha, Bea, havia o arrastado para fazer compras e até agora estavam rodando por aí de loja em loja. Josh se perguntava como que a garota tinha tanta energia para ainda conseguir saltitar por aí depois de tanto tempo andando.
Agora os dois estavam em uma loja de roupas femininas, a pequena estava experimentando e pedindo para o irmão avaliar como ela estava, para decidir se levaria ou não. Ele, claro, aprovava tudo. Não só para alegrar Beatrice, mas também porque não tinha muito espaço em sua cabeça para pensar em críticas – já estava toda ocupada com Chris.
– E essa, Josh, como ficou? – fez uma pose, sorrindo. O moreno devolveu o sorriso, porém um pouco cansado. – Ficou ótima, princesa... – fez uma pausa – Mas se importa de irmos para casa? Já está tarde e eu preciso falar com uma pessoa. – sorriu um pouco triste para ela. Não queria estragar o dia da irmã, longe disso, apenas tinha suas próprias necessidades, e por sorte ela entendia isso.
– Tudo bem, Josh! É o tio Chris, não é? – ela riu, sentando-se ao lado dele. – É-... Espera, como você sabe? – riu fraco, encarando-a. – Eu só sei... – Bea sorriu enquanto balançava os pés – E também, você largou uma festa para se encontrar com ele! – ela o olhava com um sorriso fofo enquanto dizia isso. – Josh, você e o tio Chris estão juntos? – essa pergunta fez Josh pensar um pouco. Não tinha certeza da relação dos dois, o acontecimento da noite anterior foi um pouco vago... Mas podia considerar-se que sim. – Acho que sim. – respondeu-a, provocando um sorriso de orelha à orelha na irmã. – Yeeey! Eu quero conhecer ele! – comemorou enquanto se levantava.
– Você vai, eu prometo. – levantou-se também e pegou as sacolas de roupa que compraram. – Vamos? – perguntou, tendo como resposta a garota assentindo com a cabeça.

-
Chegou com Bea em casa e foi direto para o quarto jogar-se na cama. Seus pés estavam o matando, nunca tinha andado tanto na vida. Já estava até considerando em dormir quando lembrou que saiu do shopping justamente porque queria tempo para falar com Chris, então pegou seu celular no criado-mudo e discou o número do loiro.
– Hey, Chris. – cumprimentou-o quando ele atendeu, estava se sentindo um pouco culpado por só ligar agora – Me desculpa por ter faltado a aula e só dar sinal de vida agora... A minha irmã me arrastou pro shopping e nós estávamos lá até agora. – riu fraco, se explicando[b] - ... Quer vir aqui? Minha mãe saiu.

Ver perfil do usuário

130 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 11:04 pm


Nicholas Mitchell — 18 anos
Nick não era um exemplo de inteligência, mas sabia muito bem distinguir quando uma pessoa estava feliz com sua presença ou não - E agora, seu professor definitivamente não estava contente com o garoto lá. — Oi, Nicholas — Sorriu falso. Aquele cara era chato demais para ter seu nome. Pelo menos era bonito, algo tinha que salvar nele. — É, talvez — Deu de ombros quando o homem disse que nunca havia dito ser hétero e que Nick havia colocado aquilo na cabeça quando foi rejeitado. Virou-se para o barman e pediu uma bebida qualquer para ele, então ouviu seu professor perguntar o que ele fazia ali. — Vim fazer o mesmo que você, ora. Beber um pouco e quem sabe arrumar alguém pra passar a noite. E pelo visto, você já arrumou uma pessoa, né? — Perguntou, olhando para o barman que o moreno estava se agarrando. Tinha que confessar que estava com um pouco de ciúmes sim. Arqueou uma sobrancelha quando o mais velho o chamou de criança. Crianças não fazem o que eu faço, querido. — Exatamente, isso é hora de criança estar na cama, e eu definitivamente não sou uma. — Respondeu, pegando o copo recém entregue pelo barman e bebendo um pouco.


Charles Lestrange — 20 anos
Sorriu voltando a abraçar o garoto quando ele concordou com o que Charles havia dito. Não podia negar que estava se sentindo feliz, realmente feliz. Era a primeira vez que alguém dizia verdadeiramente que o amava. Já tivera alguns, aliás, vários casos com outros garotos, mas eram apenas casos. Nada foi tão verdadeiro como foi com David.
Um tempo se passou, e então os dois se separaram. — É... Eu acho que sim — Concordou com o garoto, ouvindo sua pergunta seguinte. — Hm, claro. Mas o que? — Perguntou. Não fazia ideia do que fazer após uma declaração daquelas, nunca havia passado por aquilo antes.


Harry Atwood — 18 anos
Estava um clima constrangedor no quarto, Harry realmente queria poder se enfiar num buraco e não sair mais. Havia feito... coisas com seu melhor amigo! Ainda estava indignado sobre isso, como teve coragem? Não tinha sido ruim, não mesmo, mas... E se tudo entre eles fosse arruinado por causa de tal incidente? — E-Eu não sei... Acho que primeiro devemos nos vestir, e depois resolvemos isso... — Corou se lembrando que ainda estava sem roupas. Antes de continuar a falar, olhou para o pequeno, um tanto preocupado. — R-Rob... Isso... Não vai afetar nossa amizade, não é mesmo?


Chris J. Laurent — 19 anos
Não havia visto Josh o dia inteiro. Ele não tinha ido na escola, mas Chris não se preocupou muito, provavelmente tinha algum motivo. Além disso, estava feliz demais para pensar em qualquer tipo de problema. Até mesmo sua mãe notou que ele estava alegre demais desde aquela noite, e ela parecia não gostar muito daquilo. Que tipo de mãe não quer ver o filho feliz?
Após as aulas, Chris teve consulta com seu psiquiatra, que também notou a felicidade do rapaz. Ao perguntar o motivo de tudo aquilo, o loiro lhe contou sobre tudo que havia acontecido, e diferente de Diana, o homem pareceu reagir muito bem com a notícia - E até o incentivou à começar um relacionamento com o moreno. Isso faria bem pra ele.
Já era tarde quando seu celular tocou. Largou o livro que estava lendo de lado e foi rapidamente pegar o aparelho, dando um sorriso bobo ao ver que quem estava ligando era Josh. — Hey — Cumprimentou, rindo fraco ao ouvir a explicação dele — Tudo bem, eu entendo. Fofo da sua parte sair com a irmã, se eu tivesse uma acho que não teria tanta disposição. — Tecnicamente, você tinha um... , pensou, balançando a cabeça na tentativa de tirar tal pensamento da cabeça. Não gostava de se lembrar disso. — Hm... Pode ser! — Concordou. Disse então para o rapaz que logo estaria lá e se despediu, desligando o celular e indo imediatamente procurar algo bom para vestir.
Assim que se trocou, abriu a porta do quarto e foi para a sala pegar as chaves do carro, dando de cara com sua mãe. — Onde você vai agora? Está saindo demais, aposto que é para se encontrar com aquele amigo. — Ela disse, seca. O loiro, sem muita paciência, pegou o que precisava e foi caminhando até a porta. — Sim, eu vou me encontrar com ele, mãe. Mas já quero que saiba que ele não é apenas um amigo. — Ele olhou pra ela sorrindo falsamente. A mulher parecia chocada. — Lide com isso — E se retirou de casa, fechando a porta e indo rápido para o carro antes que ela viesse pedir explicações. Não demorou muito para chegar na casa de Josh, tinha sorte de ter o endereço dele. Saiu do automóvel e apertou a campainha, esperando que alguém abrisse a porta. Estava ansioso para vê-lo.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

131 Re: *** RPG ***** em Qua Set 30, 2015 11:54 pm



Henry Clarence – 27 anos

Bebeu até a metade do seu copo de cerveja, se preocupando em não beber muita coisa. Henry não gosta de ficar bêbado, porque não acha que isso seja algo ético ou bom para ele, que prefere bem mais estar sóbrio e lembrar das coisas que fez no dia seguinte.
Ouviu o comentário do garoto e virou-se, arqueando uma sobrancelha. – Está com ciúmes, Nicholas?Damn right, ele está com ciúmes. – Aliás... – começou, bebendo um pequeno gole de cerveja – Me diga, por que você age desse jeito? – perguntou, curioso. Já havia visto todo tipo de atirado, mas Nick superava todos eles no quesito de ser tarado.
Riu fraco com a resposta dele – Mas você age como uma. – retrucou, bebendo mais um gole.



Robert Lawrence - 17 anos

Ouviu a resposta do amigo e assentiu com a cabeça. Cobriu-se com um lençol e levantou da cama, indo atrás de suas roupas que, por coincidência, estava todas espalhadas pelo chão. Nós bagunçamos muito... – acabou corando com esse pensamento.
Enquanto pegava sua calça e as outras vestimentas, ouviu a pergunta de Harry. Abaixou a cabeça. – N-não... – virou-se para ele, porém desviando o olhar. – Mas, H-harry... Eu não vou esquecer do que aconteceu. – foi sincero, apesar de estar com vergonha. Tinha admitido ontem para si mesmo, e quase para o próprio loiro, que tinha sentimentos por ele. Não saberia como viver todos os dias gostando dele e com essas lembranças na cabeça. – E-e... – travou - ... Eu gosto de você. Isso não vai ser fácil.



Beatrice G. Ignition – 8 anos

A pequena estava deitada no sofá da sala e assistindo Discovery Kids quando ouviu a campainha tocar. Estava tão confortável ali que tinha preguiça de se levantar e ir atender a porta. – JOSH? – gritou, chamando pelo irmão, mas não teve resposta – JOOOOOOOOSH A PORTA!! – gritou mais uma vez, desta vez tão alto que provavelmente até os vizinho puderam escutar.
- Estou tomando banho! – ele gritou de volta. Ela suspirou e se levantou, indo até a porta. Ao abrir, não reconheceu o rapaz ali parado. Tombou a cabeça pro lado. – Hum... Oi? – cumprimentou-o, e ao raciocinar bem foi que a ficha caiu. – Ah! – deu um sorriso enorme, já imaginando quem seria ele. – TIO CHRIS? – deu pulinhos de alegria e abraçou o loiro – Estou finalmente te conhecendo! Venha, entre. Josh está tomando banho. – a pequena o soltou e o puxou pelo braço para dentro de casa. – Eu estou assistindo peixonauta, quer assistir também? – ofereceu sorrindo.



Última edição por Fernoquinha em Qui Out 01, 2015 1:10 am, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário

132 Re: *** RPG ***** em Qui Out 01, 2015 12:12 am


Nicholas Mitchell — 18 anos
Quase engasgou com a própria bebida ao ouvir o homem perguntar se ele estava com ciúmes. — É claro que não — Mentiu — Apesar de te achar maravilhoso e querer loucamente te dar uns beijos, não tenho motivos para ter ciúmes de você. É apenas meu professor. — Deu de ombros, ainda um pouco envergonhado pela pergunta. Ele não sentia nada pelo professor, mas não gostava do fato de que ele estava ficando com outros caras e com ele não. Voltou a beber o que tinha em seu copo e arqueou uma sobrancelha com o que o moreno lhe perguntou, não entendendo a questão. — Agir como? Estou agindo normalmente, ora. — Respondeu, ficando indignado quando Nicholas disse que o menor agia como uma criança. Que absurdo, ele era totalmente adulto! Ok, nem tanto, mas mesmo assim.— Eu não ajo como uma criança. Eu sou completamente adulto, você que é chato demais e não vê graça nas coisas. Sabe, podia ser um pouco menos tedioso pelo menos fora da escola. —Revirou os olhos. Não estava nem aí se ele era seu professor, estava fora da escola, podia falar o que bem quisesse.



Harry Atwood — 18 anos
Só faltava vestir sua camiseta agora quando ouviu Robert responder que não mudaria nada na amizade dos dois, fazendo o loiro ficar um pouco mais aliviado. Estava abrindo sua boca para comentar algo quando Rob lhe disse que não iria se esquecer do que aconteceu. Bem, aquilo era uma coincidência, porque Harry também não esqueceria tão fácil. — Eu também não, Rob... — Disse baixo, desviando o olhar mas voltando a encarar o garoto supreso ao ouvir o que ele disse. Seu coração acelerou um pouco, havia escutado direito? Robert gostava dele?
Não podia negar que não estava feliz. Desde quando os dois começaram a ficar mais próximos, Harry sentia algo pelo menino. Porém, o medo da rejeição - Que o perseguia há tanto tempo - e também de perder seu amigo acabaram fazendo o loirinho guardar aquele sentimento para si. Agora era a hora perfeita para confessar aquilo. Sorriu de modo pequeno e foi para perto do garoto, parando na sua frente. Levou uma de suas mãos até o rosto dele e o encarou por alguns segundos. — Posso te contar uma coisa? — Perguntou, e continou — Eu também gosto de você... Mais do que imagina — Terminou, imaginando suas bochechas que já deviam estar vermelhas. Se aproximou e então beijou o menino, ignorando a vergonha.


Chris J. Laurent — 19 anos
Do lado de fora da casa Chris pôde ouvir uma voz infantil chamando (ou melhor, berrando) o nome de Josh. Pouco tempo depois, a porta foi aberta pela dona da voz - A irmã de Josh. O loiro sorriu, ela era realmente fofa. — Oi — Cumprimentou, tentando parecer o mais simpático possível, já que ele não era muito acostumado a conversar com crianças. Estava prestes a se apresentar quando a menina se tocou de quem ele era, o chamando de tio e o abraçando. Chris achou aquilo tão fofo que sentiu sua masculinidade ir totalmente embora. — Hey, princesinha — Disse, retribuindo o abraço. — Digo o mesmo. Estava ansioso em te ver — Comentou, ouvindo a garotinha mandar ele entrar e dizer que Josh estava tomando banho. Foi puxado então para dentro de casa, e até recebeu um convite para assistir peixonauta, provavelmente um desenho animado. — Claro — Assentiu, indo até a sala e se sentando em um dos sofás, esperando que Josh aparecesse.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

133 Re: *** RPG ***** em Sex Out 02, 2015 2:17 am



Henry Clarence – 27 anos

Achou até engraçado como ele mentia mal. Além disso, ainda deixava na cara seus desejos com Henry, como podia dizer que não estava com ciúmes? – Sua sinceridade não sincera me surpreende. – comentou, bebendo o resto do copo de cerveja, porém não pediu outro. Iria parar por ali mesmo, não queria ficar bêbado. – Não se faça de besta. Você é muito agitado, mais do que o normal, o que te faz ser assim? – perguntou apoiando-se no balcão.
Riu fraco com a resposta dele, achando graça no fato do pequeno não saber nada sobre a vida dele e mesmo assim estar comentando sobre ela como se soubesse. Bem, não podia exatamente o culpar, já que esse era o ponto do disfarce: acharem que ele era outra pessoa. – Você faz piadas usando a filosofia, isso não é nada adulto. – comentou – Ah, criança, se você soubesse quem eu sou... – sorriu de canto, tentando não expor de mais.



David LaGuerta – 18 anos

Sorriu para o maior quando ele concordou, começando a pensar no que poderiam fazer. Olhou para o sofá e para a TV. – Podemos assistir algum filme ou alguma série... – sugeriu – Eu sugiro Alice no país das maravilhas ou Sense8, talvez Sherlock. – sorriu mais uma vez. Nunca tinha feito isso de assistir filmes e séries com alguém que ama, certamente deveria ser especial.



Robert Lawrence - 17 anos

Permaneceu calado após sua declaração repentina, com medo da resposta do amigo. Estava nervoso se iria acabar em algo ruim, se Harry iria se afastar dele ou algo pior... Se é que existe algo pior.
Ficou um pouco confuso quando o loiro aproximou-se sorrindo e tocou seu rosto. – H-har... – arregalou os olhos, interrompendo-se ao ouvir as palavras dele.Oi?
O que menos esperava era o beijo, mas mesmo assim retribuiu. Seu coração batia mais rápido e ele estava tão feliz que não podia descrever essa felicidade com apenas palavras.
Depois de um tempo se separaram e, sem pensar duas vezes, Robert abraçou Harry, afogando a cabeça no peito dele. – Ainda bem que eu te conheci.



Última edição por Fernoquinha em Sab Out 03, 2015 1:02 am, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário

134 Re: *** RPG ***** em Sex Out 02, 2015 2:32 am


Nicholas Mitchell — 18 anos
— Não entendi a parte do "sinceridade não sincera", pois estou sendo sincero até demais... Mas obrigado, eu sei que costumo surpreender muita gente — Sorriu falso, bebendo mais do que estava em seu copo. Escutou a explicação do homem para a sua pergunta anterior e arqueou uma sobrancelha. — É apenas o meu jeito, ora. Eu nasci assim. Assim como você é mais entediante do que o normal, eu sou mais agitado. — Deu de ombros. — Eu?? Quando eu fiz isso?? — Perguntou, indignadíssimo. — Eu sei quem você é, amoreco. — Fez uma pausa, olhando para o rapaz. — Você é um cara chato de aparentemente quase trinta anos que não vê graça na vida e por isso resolveu virar professor de filosofia, pra descontar suas frustrações nos pobres alunos. — Disse, como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, pedindo outra bebida para o barman em seguida.— Sabe, você tem sorte em ser bonito, porque se não nunca arrumaria namorado. — Parou de falar por um momento e olhou para o cara que seu professor estava se agarrando há pouco — Ou peguete, não é mesmo?


Charles Lestrange — 20 anos
Concordou quando o garoto sugeriu dos dois verem um filme ou série. Charles costumava fazer maratonas de séries ou ver filmes sozinho apenas nas sextas à noite, mas agora, com David, aquilo parecia que ia ser bem melhor. Ouviu as sugestões que David deu e pensou um pouco, Alice parecia ser uma ótima sugestão para o momento. — Pode ser Alice, o filme é legalzinho. Vai colocando o filme que eu vou fazer pipoca de microondas — Disse, correndo para a cozinha para poder pegar tudo que precisaria.



Harry Atwood — 18 anos
O loiro acariciava o rosto do garoto durante o beijo, aproveitando cada segundo. Seu coração estava acelerado, mas também sentia uma sensação boa. Uma sensação que só conseguia sentir quando Robert estava com ele. Talvez fosse amor.
Após se separarem, Robert o abraçou, e Harry obviamente retribuiu, passando as mãos nos cabelos do menor. Sorriu ao ouvir o que o menino disse, era tão bom ouvir isso depois de tanto tempo escutando coisas ruins sobre ele. — Eu digo o mesmo.
Notou que já estava tarde e que a tia de Robert deveria estar ficando preocupada. Apesar de estar adorando o momento, não podiam ficar lá para sempre. — Hey, acho bom irmos pra casa agora... — Ele disse, se afastando do abraço e o fitando.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

135 Re: *** RPG ***** em Sab Out 03, 2015 2:07 pm



Pietro R. Ulrich – 18 anos

Estava tão cansado e derrotado que acabou dormindo daquele jeito mesmo, com Travis nos seus braços. Não era desconfortável, mas seus machucados doíam de qualquer maneira.
-

Acordou no dia seguinte parecendo estar pior ainda, os machucados passaram de vermelhos para roxos e a dor só aumentou. Ele já havia passado por isso antes e sabia que a dor piorava para melhorar (ironicamente), porém incomodava.
Abriu os olhos devagar e viu o menor nos seus braços. Era estranho porque não sentia mais nenhum ódio por ele, apesar do que havia feito, e sim vontade de ajudar, visto que o moreno tem uma autoestima baixa e Pietro só piorou isso.
Soltou-se dele lentamente para não o despertar e usou o resto das suas forças para ir até o banheiro, lá despiu-se, entrou no box e ligou o chuveiro. A água para ele era como uma cura.



Henry Clarence – 27 anos

– Você é extremamente sincero em algumas questões e ridiculamente mentiroso em outras, chegando até a mentir para si mesmo. – explicou, porém não esperando que ele fosse entender o que estava tentando dizer. – Entendo. – respondeu, dando de ombros. Não era muito fã do estilo agitado – apesar de sua vida ser assim, ficar correndo de um lado para o outro com cuidado para não ser pego –, mas sabia entender, ou melhor, tinha que entender se quisesse seguir em frente com seu plano.
Revirou os olhos com Nick se fazendo de besta, preferindo não responder. Ouviu a descrição dele logo após, e já iria comentar sobre isso quando ouviu a parte de ‘namorado’. Imagens do seu falecido namorado, Tom, começaram a surgir na cabeça dele. Lembrou-se dos dois discutindo no telefone e logo após isso, ele recebendo a notícia que o avião em que Tom estava havia caído. – É. Que sorte que eu sou bonito. – tentou disfarçar a voz triste, porém sem muito sucesso. Decidiu tacar um belo foda-se para a regra de “não beber mais do que o necessário” e pediu logo uma vodca para o barman.

Ver perfil do usuário

136 Re: *** RPG ***** em Sab Out 03, 2015 2:49 pm



Travis McConnell — 19 anos
Travis dormiu abraçado com Pietro naquela noite, por incrível que pareça. Tentou esquecer o fato de que eles se odiavam há um tempo atrás, por mais que ele ainda achasse que Pietro o odiava e que não tinha o perdoado pelo que fez.
...
O garoto acordou e viu que não tinha mais ninguém do seu lado na cama. Por um momento ele pensou que Pie havia se irritado por Travis ter dormido com ele e o deixado lá, e isso o entristeceu um pouco; mas ouviu o barulho do chuveiro e mudou de ideia - O rapaz estava apenas tomando banho. Travis, você está ficando um pouco paranóico, pensou, enquanto se sentava na cama e observava as coisas ao seu redor, esperando que o outro saísse do banho.


Nicholas Mitchell — 18 anos
— Eu sei, tenho muitos ataques de bipolaridade de vez em quando — Deu de ombros, não tendo entendido muito bem o que o homem estava tentando lhe dizer. Enfim, não importava.
Estava quase terminando seu segundo copo de bebida quando notou o tom de voz de Nicholas. Parecia triste, dava pra notar. Será que havia dito algo de errado? Não sabia, mas ficou preocupado. Apesar do cara ser um chato, o garoto não queria vê-lo triste. — O que foi, amorzinho? Falei algo errado?

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

137 Re: *** RPG ***** em Dom Out 04, 2015 1:27 am



Henry Clarence – 27 anos

– Eu não chamaria isso de bipolaridade, mas tudo bem. – deu fim do assunto, sem vontade de continuar tentando explicar. Agora estava um pouco deprimido com as memórias de Tom, mesmo depois de tanto tempo ainda não conseguia deixar de pensar que deveria ter morrido junto.
Bebeu todo o copo de vodca e fechou os olhos, apenas os abrindo ao ouvir Nick. Oops, não podia mostrar detalhes da sua verdadeira vida, seu verdadeiro passado e seu verdadeiro eu para o garoto. Tinha que continuar com o papel do professor sério. – Não, só estava pensando na televisão que quebrou na minha casa. É triste não ter o que assistir.tecnicamente não é mentira, pensou. A televisão do hotel que ele está “morando” com Mozzie realmente quebrou quando seu amigo derrubou vinho nela, mas Henry só a usava para assistir filmes antigos – ou seja, quase nunca -, não ficaria triste por isso.



Pietro R. Ulrich – 18 anos

Passou um bom tempo debaixo do chuveiro, mais pensando na vida do que realmente tomando banho. Só foi sair quando a água começou a ficar fria. Maldita encanação.
Enxugou-se e enrolou a toalha na cintura, arrumou o cabelo na frente do espelho e voltou para o quarto com objetivo de se trocar, imaginando que não teria problema já que Travis estaria dormindo. Surpreendeu-se ao vê-lo acordado, ao mesmo tempo sem saber o que falar. – Você está melhor? – perguntou, sentando-se ao lado dele na cama.

Ver perfil do usuário

138 Re: *** RPG ***** em Dom Out 04, 2015 4:03 pm


Nicholas Mitchell — 18 anos
O garoto deu de ombros quando o outro lhe disse que não chamaria aquilo de bipolaridade. Que chamasse como quiser então, não ligava.
Arqueou uma sobrancelha com o motivo bobo que Nicholas lhe deu. Até parece que alguém ficava triste do nada por um motivo tão idiota como aquele. A verdade era que o homem não queria contar o verdadeiro motivo para Nick - Mas tudo bem, se não quisesse falar, não fale. — Hm, tá. Mas não fique triste por isso, se quiser eu te levo pro meu quarto pra  ver Tv. — Piscou pra ele. Não é só tv que você vai ver no meu quarto.



Travis McConnell — 19 anos
Ainda estava sentado na cama pensando nas coisas de sua vida quando ouviu a porta do banheiro se abrir, se deparando com Pietro apenas usando uma toalha. Desviou o olhar para não dar a impressão de que estava olhando sem parar, e corou quando o rapaz sentou do seu lado. Não porque o garoto estava sem camiseta, até porque já tinha visto, mas sim pelo fato de que não conseguia parar de olhar para ele. Ora, era uma ótima visão. — Estou — Respondeu, mesmo que ainda não estivesse 100% ok. — E os seus machucados? Pararam de doer? — Perguntou, um pouco preocupado com o estado de Pietro.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

139 Re: *** RPG ***** em Ter Out 06, 2015 12:36 am



Henry Clarence – 27 anos

Olhou para ele e levantou uma sobrancelha. O garoto realmente só pensava em sexo, tipo 24 horas por dia, como isso era possível? – Agradeço a oferta, mas recuso. – sorriu falso. Neste momento percebeu que seu celular estava tocando, então o tirou do bolso e viu quem estava o ligando – Mozzie. Atendeu mesmo perto de Nick, já que não teria problemas, considerando que ele nunca viu seu amigo. – Hey Mozzie. – cumprimentou-o.
“Henry vem aqui agora, é urgente” – o rapaz parecia um pouco desesperado na outra linha, além de parecer estar sussurrando pelo telefone, como se estivesse se escondendo de outra pessoa – Wow, o que está acontecendo aí? – perguntou, rindo fraco.“Não brinca com isso. O homem que veio consertar a televisão está dando em cima de mim.” – ... Certo... Mande ele ir embora. – sugeriu, não tão preocupado com a situação. “Eu não posso! Sabe, talvez você não goste de assistir televisão, mas eu gosto. E até você terminar o golpe naquele riquinho, nós não temos muita opção além de viver com o barato.”
Henry suspirou, olhando por uns momentos para Nick, mas desviando o olhar. – Certo. – concordou e desligou o celular, logo levantando-se do banco. – Tenho que ir. Até mais, Nick. – piscou para o garoto e saiu do bar, indo diretamente para o hotel.
Não demorou já que era perto, então abriu a porta do quarto e deu de cara com um homem se aproximando de Moz – que estava desconfortável, por ser hétero –, na maior cara de pau. – Thomas, querido, o que você está fazendo com esse homem? – fingiu indignação. Isso, é claro, fez o desconhecido se afastar do seu amigo e se sentir culpado. Me desculpe, eu não sabia que ele tinha um... parceiro. – o mesmo rapaz desculpou-se, coçando a nuca e indo arrumar suas ferramentas para ir embora. Henry o olhou fingindo decepção – A televisão está consertada, pelo menos? – cruzou os braços. Eu sou um ótimo ator. – pensou.“Sim, senhor. Me desculpe novamente por qualquer mal entendido.” – o homem se desculpou novamente e saiu do quarto.
Henry comemorou e riu logo em seguida, como ele havia caído naquilo? – Pronto, Mozzie. – sentou-se no sofá e cruzou as pernas.“Obrigado. Eu achei que fosse ter que beijar um cara.” – ele disse, indo até sua cama e se jogando nela.

Ver perfil do usuário

140 Re: *** RPG ***** em Ter Out 06, 2015 12:51 am


Nicholas Mitchell — 18 anos
A graça do garoto acabou completamente quando ouviu o homem rejeitar sua proposta. Até quando iria ficar resistindo daquele jeito? Não era nada demais, era apenas uma noite. Não faria mal à ninguém, nenhuma pessoa ficaria sabendo e no final os dois sairiam felizes. Por que insistir tanto em negar? — Você recusa agora, mas vamos ver quanto tempo esse seu joguinho vai durar — Virou a cara, irritado. Odiava levar foras.
Havia se passado um bom tempo e logo ele ouviu um celular perto dele tocar, era o do seu professor. Ouviu ele falando com um tal de Mozzie, não sabia quem era mas ficou com ciúmes. Por que estou tendo ciúmes dele?, se perguntou. Nem gostava dele, ora.
Foi retirado de seus pensamentos quando ouviu Nicholas dizer que estava indo embora. — Tchau, prof — Se despediu, quase caindo para trás quando o outro piscou para ele. Ok, eu preciso pegar esse homem de qualquer jeito, pensou, vendo-o ir embora. Até perdeu a vontade de ficar no bar, então pagou o que havia tomado e foi para sua casa pra poder pensar em algo, alguma coisa que faria seu professor parar de graça e fazer exatamente o que ele tanto queria.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

141 Re: *** RPG ***** em Qui Out 08, 2015 12:04 am



Robert Lawrence – 17 anos

Sorriu tímido, porém sincero, ao ouvir a resposta de Harry. – Que bom. – riu fraco, aproveitando o máximo do abraço. Aquele tinha sido o melhor dia da sua vida desde que iniciou o colegial.
Ouviu Harry enquanto se afastavam do abraço. Oh, não... Minha tia... – É mesmo... – suspirou, preocupado com ela. – Vamos, então. – sorriu fraco.
Colocou suas roupas e esperou o loiro fazer o mesmo, assim foram até o carro em direção à casa de Rob. Não demoraram muito para chegar, já era noite e o trânsito estava leve, mesmo assim não compensa a demora que eles tiveram para dar notícias à Abby.
Ao chegarem lá, Robert saiu do carro e não teve nem tempo de andar até a porta que sua tia já veio correndo até ele o abraçar.



Abigail L. Monroe – 36 anos

– Robert! Graças a Deus, você está bem... – praticamente esmagava o sobrinho de tanto alívio por vê-lo vivo – Aonde você estava? – soltou-se dele e segurou nos seus ombros, foi ai que percebeu o carro de Harry parado atrás do mesmo. Parou um pouco para raciocinar...
Olhou o estado de Robert – inclusive as marcas no pescoço – e inclinou um pouco a cabeça, conseguindo enxergar Harry no carro – o cabelo dele estava bagunçado e as roupas amaçadas. Deu um sorriso enorme, já imaginando a história. – Não precisa me explicar agora, mas eu estou tão feliz por vocês dois! – abraçou novamente Rob por alguns segundos e o soltou mais uma vez. – Eu sabia, eu sabia! – deu pulinhos, em seguida indo até o carro e se apoiando na janela. – O meu querido genro quer passar a noite aqui? – convidou-o, sorrindo. Não podia estar mais feliz, o que sempre soube que iria acontecer, aconteceu! Apesar de sempre perceber que os dois se gostavam, não podia esperar o dia para que eles notassem isto.

Ver perfil do usuário

142 Re: *** RPG ***** em Qui Out 08, 2015 12:16 am



Harry Atwood — 18 anos
Harry vestiu as peças de roupa que lhe faltavam e, após Robert terminar de se arrumar também, saiu do quarto. O loiro levou o garoto até a casa dele de carro, tendo sorte em não pegar trânsito. Ao chegarem lá, ficou esperando dentro do carro até a tia de Rob atender a porta.
Ficou alguns segundos observando para ver se a mulher não ficaria brava pelos dois terem aparecido tão tarde. Surpreendeu-se ao ouvir ela dizer que estava feliz pelos dois, como ela sabe?. Então, percebeu o seu estado e o de Rob e se tocou, provavelmente ela reparou que os dois haviam feito... coisas. Suas bochechas coraram um pouco pela animação da mulher, e ele levou um susto quando ela se apoiou na janela do carro do nada. Ouviu a pergunta dela e pensou um pouco. Seu pai provavelmente ficaria muito bravo se ele não aparecesse em casa hoje; mas por outro lado ele já tinha dezoito anos, idade suficiente para fazer o que quisesse. Além disso, ele passaria a noite com o Rob. Valeria a pena. — Hm... Claro, por que não? — Sorriu, desligando o carro e saindo do mesmo.  

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

143 Re: *** RPG ***** em Dom Out 11, 2015 1:21 pm



Joshua G. Ignition – 19 anos

Apressou-se no banho para acabar logo, visto que Chris já havia chegado, e se enxugou, indo direto para o quarto por uma roupa confortável. Desceu as escadas e sorriu ao ver o loiro sentado ao lado de Bea no sofá. Estavam tão fofos juntos.
Andou até os dois e sentou-se no meio deles – Finalmente se conheceram. – riu fraco.



Beatrice G. Ignition – 8 anos

A pequena estava mais do que feliz por finalmente conhecer o namorado do irmão, ainda mais por ele ser tão doce. Andou saltitando até o sofá e sentou-se com as pernas cruzadas. – Sabe, a mamãe briga muito com o Josh por sair com você, mas eu não entendo ela... Você é tão legal. – como sempre, foi sincera. Bea ainda não entende o preconceito da mãe, mas por sorte não foi contaminada com isso.
Quando Joshua chegou, ela sorriu levantando-se do sofá. – Sim, finalmente! – comemorou – Mas agora vou voltar para o meu quarto e deixar vocês namorando, boa noite! – acenou e correu para as escadas, entrando no seu quarto.



Pietro R. Ulrich – 18 anos

Controlou o sorriso ao ver o rapaz corando com ele. Aquilo era fofo, de verdade, mas não podia fazer comentários naquela situação. – Ainda bem. – comentou ao ouvi-lo dizer que estava bem, em seguida ouvindo sua pergunta. – Não, mas já passei por coisa pior. – lembrou-se do maior trauma da sua vida; coisa que queria longe de sua memória. Era triste lembrar daquilo, principalmente por saber que aquele caminhoneiro gordo e nojento saiu ileso ao fazer aquelas coisas com Pietro – que tinha apenas quinze anos na época.

Ver perfil do usuário

144 Re: *** RPG ***** em Dom Out 11, 2015 1:46 pm


Chris J. Laurent — 19 anos
Viu a garotinha entrar logo depois dele e se sentar do seu lado. Estava feliz pela garota ter gostado dele, ele nunca se deu muito bem com crianças. Ouviu ela dizer que a mãe dos dois brigava com Josh por ele sair com Chris e arqueou as sobrancelhas. Que coincidencia..— Acho que é porque algumas pessoas não conseguem entender que meninos também podem gostar de outros meninos, sabe? Eles pensam que o certo é apenas garoto e garota. — Sorriu, um pouco sem graça — Acho que você ainda é muito nova pra entender isso— Completou.
Logo Josh apareceu, fazendo o garoto sorrir novamente. — Sim, estávamos tendo uma boa conversa — Riu fraco, se aproximando de Josh no sofá. Bea se levantou então e disse que deixaria os dois namorando, o que fez ele corar um pouco. Assim que a menina saiu, ele se virou para o maior. — Sua irmã é um amor, quero ela pra mim — Brincou.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

145 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 1:05 am



Abigail L. Monroe – 36 anos

Abby comemorou mentalmente quando Harry decidiu ficar, e já estava até planejando passar a noite assistindo filmes com os dois garotos quando seu celular tocou. Atendeu ao ver que o número na tela era o da sua prima. – Ash? – perguntou. “Oi, Abby. Se não for muito tarde, poderia passar aqui em casa? O Paul está ardendo de febre e eu não sei mais o que fazer... Como você é enfermeira achei que soubesse como aliviar isso.” – ela estava tão preocupada que deu dó em Abigail, que não poderia simplesmente dizer ‘não’ para passar a noite com seu sobrinho e seu genro. Infelizmente teria que deixar passar essa. – Claro, já estou indo. – disse, desligando. Olhou para os dois com um rosto triste, já que não tinha a intenção de deixa-los sozinhos assim. – Me desculpem, meninos, mas eu tenho que ir... O filho da minha prima está mal e ela pediu minha ajuda... – suspirou – A casa é só de vocês, mas se comportem! Nada de acordar os vizinhos. – foi até os dois e deu um beijo na cabeça de cada um – Amo vocês. Até mais. – despediu-se e fez seu caminho à casa de sua prima.



Robert Lawrence – 17 anos

Estava morrendo de vergonha por estar tão na cara o que ele fez com o Harry na noite passada, apesar de saber que sua tia o aceitava totalmente e levava esse assunto como algo natural, ainda se sentia sem jeito para falar sobre sexo – principalmente sua primeira vez. – E-er... – nem conseguiu falar algo e ela já convidou Harry para passar a noite em sua casa. Corou com isso, mas ficou feliz. Não tinha nada melhor do que passar a noite com seu amigo – ou melhor, namorado.
Ouviu Abigail dizer que teria que sair logo após receber um telefonema e assentiu com a cabeça, já estava acostumado om isso por ela ser uma enfermeira. – Certo, sem problemas. – sorriu, corando om o que ela disse em seguida. – T-tia...
Observou-a ir embora e virou-se para o Harry – Então... – sorriu, porém, envergonhado – Tem TV no meu quarto e eu tenho Netflix, vamos? – entrou na casa esperando que o loiro fizesse o mesmo.

Ver perfil do usuário

146 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 1:21 am



Harry Atwood — 18 anos
O garoto foi mais perto dos dois quando ouviu o celular da mulher tocar. Não prestou atenção na conversa até porque seria falta de educação, mas pôde ouvir que ela teria que sair. Assim que a loira desligou, ela explicou o motivo o qual teria de ir embora e falou que os dois ficariam sozinhos. Ótimo, aquele seria um bom jeito para Harry se aproximar ainda mais de Robert. Riu envergonhado quando ela mandou que os dois não acordassem os vizinhos e acenou vendo ela partir. — Até — Após ela ir embora, virou para Rob, que sugeriu que fossem no quarto pois ele tinha televisão e Netflix — Sim, ótima ideia — Sorriu, entrando na casa. Foi até Robert e passou seu braço na cintura do garoto — Então... O que vamos assistir?

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

147 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 1:33 am



Robert Lawrence – 17 anos

Sorriu quando o loiro aceitou e então virou-se, andando até as escadas. Corou bastante ao sentir a mão de Harry em sua cintura, e pode-se dizer que até subiu um arrepio. – H-hum... Que tal uma maratona de Friends? – sugeriu enquanto abria a porta do quarto. – Eu já acabei a série, mas não me importo de ver tudo de novo. – riu fraco, ligando a televisão. Ao se virar, deu de conta que estava à centímetros de distância do rapaz e, novamente, isso o fez ficar vermelho. Apesar de agora serem um casal.

Ver perfil do usuário

148 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 1:46 am



Harry Atwood — 18 anos
Os dois entraram no quarto e Harry ficou parado em pé. Robert sugeriu que fizessem uma maratona de Friends, mas o garoto não se sentiu muito atraído, até porque já havia assistido a série também. Estava pensando numa resposta quando Robert se virou, ficando bem próximo à ele; fazendo uma ótima ideia surgir em sua mente. — Seria uma boa ideia... Mas eu não estou com tanta vontade de ver Friends.. — Respondeu, dando um beijo rápido nele e levando sua mão até a cintura do rapaz. Separou-se rápido, mas continuou com a proximidade dos rostos. — Acho que poderíamos fazer algo mais interessante — Sussurrou no ouvido do rapaz, beijando sua bochecha em seguida e descendo seus lábios pelo pescoço do garoto.

Ver perfil do usuário http://rpg-plague.forumeiros.com

149 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 2:05 am



Robert Lawrence – 17 anos

Seu coração batia tão forte que estava até pensando que iria atravessar o peito desse jeito, ainda mais quando Harry o beijou e pôs a mão em sua cintura, causando outro arrepio. – H-harry... – mordeu o lábio inferior e soltou um gemido fraco enquanto o maior distribuía beijos pelo seu pescoço. Colou ambos os corpos e foi puxando Harry consigo até a cama. Estava com vergonha? Sim, mas a vontade era maior.

Ver perfil do usuário

150 Re: *** RPG ***** em Seg Out 12, 2015 2:51 am



Henry Clarence – 27 anos

Tanto Henry quanto a direção do colégio já havia contado o número de alunos presentes no ônibus, e era a mesma quantidade que havia confirmado a presença na viagem, então estava tudo certo. O motorista já estava pronto, já estavam todos prontos e agora só faltava o ônibus andar.
Quando isso aconteceu, Henry levantou de seu assento e pegou o microfone que estava conectado às caixas de som que haviam em cada poltrona, encostando-se em uma delas para não cair com o ônibus balançando. – Bom dia, gente. – cumprimentou – Eu sei que vocês estão aqui apenas para a diversão, mas estejam cientes que esta viagem não é apenas um passeio, e sim conhecimento. Claro, vocês vão ter momentos de festas e de lazer, mas quando eu disser que é para calar a boca e prestar atenção, vocês vão me ouvir. Entenderam? Entenderam. – sorriu falso – Boa viagem para todos. – finalizou, desligando o microfone e voltando para o seu lugar.
Por sorte tinha duas poltronas para si mesmo, e estava aproveitando isso para esticar as pernas e se folgar ali. Até deitou uma das poltronas para trás, sem se importar com a pessoa que estava esmagando.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 6 de 15]

Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 15  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum